Amsterdam e Zaanse Schans. A Holanda e os moinhos.

Você sabia que dentro de Amsterdam ainda é possível ver alguns moinhos? E que você pode fazer uma viagem “bate e volta” para conhecer uma cidadezinha cheeeeeeia de moinhos?

Ainda em Amsterdam, você poderá se deparar com três antigos moinhos.

O De Gooyer, onde funciona um bar com uma cervejaria, ele fica na  Funenkade 5, 1018 AL Amsterdam.

Outro interessante é o De Bloem, mas não há como entrar e parece não haver nada funcionando nele. Fica na Haarlemmerweg 465 – Amsterdam

Tem também o De Otter, onde funciona uma serralheria. Ele não está tão bem conservado e não pode ser visitado, mas é só para você saber. Caso esteja na sua rota, ele fica na Gillis van Ledenberchstraat 78 – Amsterdam


Mas vai… esses de Amsterdam não são tão fofos como a gente imagina… Para quem está na corrida, visitá-los é melhor  do que nada. Mas para quem tem um dia extra, e quer ver aqueles moinhos super fofos, a minha sugestão é uma pequena viagem até o vilarejo de Zaanse Schans, que fica ao norte. Será uma viagem em média de 40 min de Amsterdam, perfeito “bate e volta”. O local vive do turismo dos moinhos, e é isso mesmo que há para fazer: ver os moinhos, comer, beber, andar de bicicleta, fazer um passeio de barco, visitar o pequeno museu e para a criançada, brincar!

Como chegar em Zaanse Schans?

A melhor opção é ir de carro, você pode colocar no seu GPS o endereço do museu, onde terá um estacionamento e de lá da porta do museu, você já pode começar o seu tour.

Endereço: Schansend 7, 1509 AW Zaandam

Outra opção, é fechar uma excursão. O seu hotel provavelmente terá grupos saindo para esse passeio, ele é muito popular entre os turistas.

 No vilarejo de Zaanse Schans, você encontrará um dia muito agradável de convívio familiar. A vila é toda na arquitetura tipicamente Holandesa dos séculos XVII e XX. Lá, existem diversos moinhos, originais e restaurados, ainda em funcionamento. Muitos não nas suas atividades originárias, mas ainda assim, em alguns deles, você verá atividades tradicionais como a fabricação dos tamancos de madeiras.  Aliás, há uma pequena mostra da evolução dos tamancos logo numa das primeiras casinhas da vila. Na vila, você poderá encontrar diversos presentinhos, chocolates de sabores inusitados, queijos maravilhosos, ótimos destilados e os stroopwafel, que são aqueles biscoitinhos holandeses redondinhos com um doce de leite puxa-puxa.

Ao chegar na cidadezinha, você provavelmente irá parar no estacionamento do museu. Eu aconselho que o deixe por último e aproveite o dia, principalmente se o dia for ensolarado, mas atenção, ele fecha as 17 h.  Atrás do museu terá um mirante, e esse sim, vale a pena subir antes de visitar o vilarejo.

 Eu e meeeeeeu pai!

Para as crianças, estão a disposição logo na pracinha principal, alguns brinquedos de equilíbrio, e há vários banquinhos ao redor para os pais apreciarem a brincadeira da criançada. Atrás da casinha onde fica o maior café do vilarejo, as galinhas estão literalmente soltas! A criançada se diverte alimentando as cocoricós! Mais a frente, você verá bodes, ovelhas… há vários bichinhos para as crianças se divertirem.

O museu de Zaans Schans

Zaanse Schans surge de uma fortificação em resistência a dominação espanhola em 1574. Hoje ela é um vilarejo meio cidade meio não. O que quero dizer é que ela se apoia no sistema urbano da sua vizinha, a cidade “grande” mais próxima, Zaandam.

O vilarejo de Zaanse, no início eram apenas os moinhos com algumas casas cujas famílias vivam do que produziam, era uma area rural. Até hoje é… só que não… Em 1970, alguns representantes do vilarejo, resolvem organizar melhor o espaço, e começam a transformar a pequena vila em um museu a céu aberto, que representasse como as pessoas dali vivam. No seu passeio pelas ruelas você verá muitas pessoas com as roupas tradicionais holandesas e andando com os tamancos de madeira.

O museu, conta um pouco da história do vilarejo e mostra algumas peças interessantes de uso no passado…

 Mamis passeando comigo!

 

You might also enjoy: