A Plaza Mayor e a sua imponência arquitetônica

A Plaza Mayor fica bem pertinho da Puerta del Sol, aproveite para fazer os dois passeios no mesmo dia.

A Plaza Mayor tem sua origem no Século XVI, com o nome de Plaza do Arrobal, sempre figurando como um  mercado. Durante o reinado de Felipe II, é designado um arquiteto para a revitalizar a praça, mas a revitalização só teve fim com o segundo arquiteto, Juan Gómeza de Mora e no reinado de Felipe III, que figura em uma estátua no meio da praça.

A praça que trocou de nome algumas vezes durante sua história, além de mercado, servia como  ponto de atos públicos políticos e execuções, touradas e festas. Após sua revitalização em meados de 1619 a praça sofreu alguns incêndios, as pesquisas me mostraram três em anos bem separados e a mesma foi reconstruída por quase que a totalidade devido ao último incêndio em 1790, onde foi-se definido que para melhor reconstruí-la se diminuiria a altura dos prédios que rodeavam a praça de 5 para 3 andares apenas. O nome Plaza Mayor se mantém nesse último formato e com esse nome desde o fim da Guerra Civil da Espanha em 1939.

Além de linda arquitetônicamente, com sorte, você poderá apreciar concertos ao ar livre, apresentações de dança e outros eventos culturais. Em toda a praça há bares e restaurantes que são ótimos e para todos os bolsos, só escolher o que mais lhe agrada. A noite começa cedo, ás 19 h já há bastante gente nos bares, sobretudo no verão. Alguns restaurantes, dependendo da época do ano – verão e primavera, precisam ser reservados. Mas caso sua opção seja ir para pontos badalados mas menos disputados, entre na porta mais famosa da Plaza Mayor, o Arco de los Cichilleros, que descendo as escadas você verá uma rua chamada Calle dos Cuchillos, cheia de bares e restaurantes muito interessantes.

Como chegar a Plaza Mayor:

Metrô: Sol (linhas 1,2,3), Tirso de Molina (linha 1)

Ônibus: 3, 17, 18, 23, 31

Para saber mais sobre o itinerário de transportes em Madrid, entre no site www.crtm.es

You might also enjoy: